Safari no Pantanal

Safari no Pantanal

Para descobrir a incrível concentração e diversidade da fauna do Pantanal, é possível organizar uma visita no estilo safári. Caminhadas, passeio de cavalo, passeio de barco, pequenas expedições de carro e até mesmo focagem noturna fazem parte das opções disponíveis. O Pantanal oferece aos visitantes inúmeras formas de capturar instantes mágicos e para um contato mais próximo com a natureza.  

Ao fazer um safári para a observação dos animais é normal ter a vontade/expectativa de encontrar muitos, sobretudo os mais famosos, como o tamanduá-bandeira, a onça-pintada, o cervo do pantanal, a anta... Mas em pleno dia, nem todos os animais são ativos e fáceis de observar. Às vezes esperamos certos encontros, mas nada acontece como o planejado.

O melhor é ir sem expectativas específicas. Os animais não aparecem de acordo com a nossa vontade, poder vê-los e se aproximar é um exercício de sorte e persistência.

Pantanal começa com um P como Paciência e Perseverança...
 

Se o seu objetivo é observar a vida animal ao máximo, prepare-se para uma verdadeira maratona! Vale lembrar que o resultado obtido também depende da estação escolhida e do trabalho do guia contratado. Um bom profissional começa o dia muito antes de o sol nascer, para uma expedição em busca dos animais noturnos até a hora do café da manhã.  Da mesma forma, se o guia lhe propor um passeio após o jantar, é um bom sinal! Os passeios noturnos (focagem) são a chave para encontrar animais como a anta, o cachorro-do-mato, o guaxinim e outras espécies ativas durante a noite.

A título de informação: Uma estadia clássica no Pantanal compreende entre 4/5 dias. Dê preferência à estação seca (de junho a setembro), o período é mais agradável e mais ‘vivo’.