O nascimento de Cuiabá


Nos tempos da América portuguesa, os missionários tinham dois objetivos em mente: conquistar terras e encontrar ouro. Seguindo essa perspectiva, Cuiabá faz parte das cidades que nasceram devido a febre do ouro. 

A idade de ouro dos bandeirantes

A partir do século XVI, os bandeirantes paulistas, exploradores portugueses instalados em São Paulo, embarcam em uma grande corrida ao ouro. Três grandes berços de exploração mineira surgiram nesse período: Ouro Preto em Minas Gerais, Goiás Velho no Estado de Goiás, e Cuiabá no Mato Grosso. Com o tempo, o ouro molda estas cidades, agindo como um tropismo. Alguns colonos se instalam como mineradores, outros como agricultores, e alguns se dedicam ao comércio.     

A descoberta de Cuiabá

Por volta de 1716, Antônio Pires de Campos é o primeiro bandeirante a traçar a rota do rio Cuiabá. Um pouco mais tarde, Pascoal Moreira Cabral – um paulista com a missão de capturar índios no Mato Grosso (denominação atual), acaba por descobrir uma verdadeira mina a céu aberto: o Coxipó-Mirim. Essa descoberta atraiu multidões, e veio a ser a porta de entrada simbólica para o  “Eldorado” mato-grossense.

Pascoal Moreira Cabral funda Cuiabá em 08 de abril de 1719. Foi necessário esperar até 1727 para Cuiabá receber o título de vila. Finalmente reconhecida pelo Reino de Portugal, essa cidade colonial entra para a história do mundo de língua portuguesa.